"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 50 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

domingo, 12 de setembro de 2010

Quebrando a Hegemonia




A 13ª edição da Mil Milhas realizada em janeiro de 1983 é considerada, no mínimo, inusitada. Esta foi a única edição da década de 1980 em que o vencedor não guiava um modelo stock car. O trio vencedor Fausto Wajchemberg/Vicente Corrêa/Waldir Silva participou da disputa a bordo de um Passat da categoria Hot Car (Antiga Divisão 3). O carro completou as últimas voltas sem freio, além de ter recebido a bandeirada com 1 volta de atraso, do então Secretário de Esportes de São Paulo.

Os treinos classificatórios foram marcados pelo domínio dos Opalas Stock Car, e o que se viu nas voltas iniciais foi a continuação disto. Um grupo de 10 Opalas ditou o ritmo inicial da corrida, porém um a um foi abandonando, até o último que deixou a prova, com pouco mais de 70 voltas. Daí então, o Passat vencedor assumiu a liderança e venceu de forma relativamente tranquila, com 5 voltas de vantagem para o 2º colocado, após largar na 8ª posição.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Coração Valente




Um veterano Porsche 911 T fabricado em 1971 causou surpresa ao vencer a Mil Milhas de Interlagos de 1996. O carro, preparado pelos irmãos Dener e Douglas Pires tinha sido Em 1995, o 911T havia sido terceiro colocado, equipado com um motor aspirado da geração “964”, de 3.6 litros e 330 cv. Para 1996, a dupla foi mais longe. Foi instalado no carro um motor turbo da geração “993” (a mais moderna existente na época) com 3.6 litros e 460 cv. Além do motor mais potente, foram instalados componentes como:

Direção hidráulica
Discos de freios de 15 polegadas
Rodas de cubo rápido
Cãmbio de seis marchas


   
Pilotado por Roberto “Bob” Keller, André Lara, Roberto Aranha e Walter Salles Jr, o Porsche conquistou o 2º lugar no grid de largada, ficando somente atrás de um protótipo AS-Vectra. Assumiu a liderança na primeira volta da corrida e, durante um bom tempo, manteve-se próximo do AS-Vectra, até que este quebrasse. Daí em diante, liderou até a bandeirada, ao fim de 372 voltas completadas.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

As 5 vitórias de Zeca Giaffone










Ele pode ser chamado de "Senhor Mil Milhas". José Próspero Giaffone, ou Zeca Giaffone, Foi campeão em cinco oportunidades da disputa:

1981 - Chevrolet Opala Stock Car Nº 6 Zeca Giaffone, Afonso Giaffone Jr. e Chico Serra
1984 - Chevrolet Opala Stock Car Nº 12 Zeca Giaffone, Maurizio Sala e Reinaldo Campello
1986 - Chevrolet Opala Stock Car Nº 31 Zeca Giaffone e Walter Travaglini
1988 - Chevrolet Opala Stock Car Nº 31 Zeca Giaffone e Luís Alberto Pereira
1989 - Chevrolet Opala Stock Car Nº 01 Zeca Giaffone e Walter Travaglini