"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 60 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

SOS Autódromo Internacional Ayrton Senna (Caruaru)

Há alguns dia fiquei sabendo por meio do blog do jornalista e narrador Luciano Monteiro, o Luc, que o Autódromo de Caruaru está em vias de ser desativado e o terreno abrigará a tradicional feira de Caruaru. Um motivo de tristeza para esse que vos fala, nordestino, com escassas oportunidades de acompanhar o automobilismo de perto, e que pode perder uma importante praça do esporte a motor.

É um absurdo o descaso com que são tratados nossos autódromos, que se deterioram até que a revitalização se torne inviável, como foi feito com Jacarepaguá (que foi estuprado para as obras do Pan de 2007 e levou o tiro de misericórdia há quase 2 anos atrás) e como tentaram fazer com Goiânia. Digo também que tentaram fazer o mesmo em Goiânia, porque me lembro que desde 2001 existiam manifestações em prol de reformas, que só iniciaram no final do ano passado, porque não tinha como demolir o autódromo sem perder a concessão do terreno. Enfim, o que temos são autoridades inoperantes que somente assistem o que resta do esporte a motor no Brasil se acabar e quando toma alguma iniciativa, é para fazer coisas absurdas como as zebras do autódromo de Brasília.

Mas voltando a Caruaru, torço muito para que esses rumores não se confirmem, pois caso contrário, será uma perda inestimável para ao automobilismo nordestino, que com todas as dificuldades, consegue sobreviver. São vários os eventos que têm o autódromo como sede, como a arrancada, corridas de turismo, motociclismo, eventos e exposições automotivas, etc. E se acabarem com a pista, o que vai ser disso tudo? Caruaru precisa é de uma reforma completa, no asfalto (que está rachado e com buracos em alguns pontos) principalmente, e nas instalações ao redor (boxes, áreas de escape, padock), e o empurrão necessário poderia partir do próprio presidente da CBA, Sr. Clayton Pinteiro, não por acaso, é Pernambucano. A proprietária do autódromo é a Prefeitura da cidade.

Para relembrar importância da pista pernambucana, fiz uma breve pesquisa sobre a relação do Autódromo Ayrton Senna com categorias nacionais que já realizaram etapas em Pernambuco. Não é uma matéria para contar a história completa do autódromo, pois não ousaria tanto. Escrevi essas linhas para mostrar que com boa vontade e com os investimentos necessários, vale muito a pena salvá-lo, pois história essa pista tem. Será um crime contra o esporte se ela for extinta...

O Autódromo foi inaugurado em 13 de dezembro de 1992, e a pista tem 3.180 metros de extensão, com voltas de média velocidade por conta das curvas travadas do 1º setor. A primeira corrida de categoria nacional disputada em Caruaru foi a 5ª etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Uno, disputada em 25 de setembro daquele ano. Cerca de 12.000 pessoas estiveram nas arquibancadas para acompanhar as corridas da categoria Turbo e Aspirados. Dos pilotos do grid (que incluía um quase estreante Otávio Mesquita e até mesmo o ator Alexandre Frota, que não chegou a largar, pois sofreu um forte acidente nos treinos) o único pernambucano era Rogério dos Santos, que foi o maior responsável pela vinda da categoria para o Nordeste, negociando diretamente com políticos e empresários para possibilitar a realização do evento. Na categoria Turbo, os 7 primeiros colocados foram:

1. Paulo Gomes
2. Flávio "Nonô" Figueiredo
3. Leonel Friedrich
4. Fábio Sotto Mayor
5. Nelson Silva Jr.
6. Chico Serra
7. Cláudio Girotto

Já na categoria Aspirados, muitas confusões e mudanças no resultado da prova, já que 11 pilotos foram punidos com acréscimo de tempo ou mesmo desclassicados, por conta de toques e manobras irregulares. O resultado final foi:

1. Beto Giorgi (também fez a pole position)
2. José Mário Castilho
3. Valdeno Brito Filho (estreava na Fórmula Uno na ocasião)
4. Fausto Bessa
5. Giuliano Losacco
6. Titônio Massa
7. Eduardo Garroux

Pick Up Racing: A extinta categoria das pick up's também realizou etapas em Caruaru, entre os anos de 2002 e 2004, e uma etapa em 2008. Os resultados foram os seguintes:

2002:
Pole: João Campos (1min46s176) - Ford Ranger
Vitória: Edson Thomé - Dodge Dakota
Melhor Volta: João Campos, 1min44s992

2003:
Pole: João Campos (1min46s537) - Ford Ranger
Vitória: Emerson Duda - Ford Ranger
Melhor Volta: João Campos, 1min46s528

2004:
Pole: Nelson Bazzo (1min45s261) - Chevrolet S10
Vitória: Alessandro Da Cas - Chevrolet S10
Melhor Volta: Nelson Bazzo, 1min45s770

2008:
Vitória: Thiago Riberi - Chevrolet S10 (Stock Car)
Melhor volta: Felipe Lapenna - Chevrolet S10 (Stock Car) - 1min34s173

Resultado Completo:

1º) Thiago Riberi (Chevrolet, SP), 24 voltas em 38min33seg082 (média de 118.78 km/h)
2º) Gustavo Sondermann (Chevrolet, SP), 38min33seg769
3º) Vitor Genz (Mitsubishi, RS), 38min53seg829
4º) Carlo Kain (Chevrolet, SP), 38min58seg281
5º) Felipe Lapenna (Chevrolet, SP), 39min17seg191
6º) Anderson Toso (Mitsubishi, RS), 39min21seg607
7º) Renato Well (Chevrolet, DF), 39min22seg292
8º) Carlos Kray (Mitsubishi, RS), 39min26seg256
9º) Fernanda Parra (Mitsubishi, SP), 39min29seg558
10º) Marcos Ramalho (Chevrolet, MS), 39min38seg618
11º) Dudu Massa (Chevrolet, SP), 39min43seg074
12º) Robson Vieira (Mitsubishi, PE), 39min43seg074
13º) Rogério Castro (Chevrolet, GO), 39min59seg542
14º) Kau Machado (Chevrolet, PR), 40min08seg713
15º) Rafael Iserhard (Mitsubishi, RS), a 1 volta
16º) Aluízio Coelho (Mitsubishi, SP), a 2 voltas
17º) Mario Lucio (Mitsubishi, MG), a 2 voltas
18º) Renato Gomes (Chevrolet, DF), a 3 voltas
19º) André Pontes (Chevrolet, CE), a 4 voltas
20º) Marcel Wolfart (Mitsubishi, SC), a 7 voltas
21º) Paulo Salustiano (Chevrolet, SP), a 11 voltas
22º) Beto Monteiro (Mitsubishi, PE), a 16 voltas

Copa Fiesta Feminina (2001): Em 2001, Maria Helena Fittipaldi (primeira mulher de Emerson Fittipaldi) organizou, junto à AMPACOM - Associação de Mulheres Pilotos de Competição - a Copa Fiesta Feminina, disputada em 7 etapas com modelos Ford Fiesta 1.6 16v Zetec. A campeã daquele ano foi Maria Cristina Rosito com 4 vitórias, tendo Mara Feltre em 2º na classificação final. A 2ª etapa do campeonato foi realizada em Caruaru, em 15 de junho daquele ano, e teve como pole position a pernambucana Danuza Moura, que dominou a prova inteira, vencendo-a de ponta a ponta. As 10 primeiras colocadas:

1º) Danuza Moura (PE), 15 voltas em 29min11s980
2º) Maria Cristina Rosito (RS)
3º) Mara Feltre (MG)
4º) Andréa Borghesi (PR)
5º) Patrícia de Souza (RS)
6º) Andréa Klotz (SC)
7º) Peggy Ann Bauer (SP)
8º) Patrícia Vega (SP)
9º) Maria Cristina Moreira (RJ)
10º) Tatiana Bandeira (PE)
 
Fórmula Truck:  Se o autódromo ainda está em boas condições para abrigar corridas, isso se deve, sem dúvidas, ao trabalho feito pela Fórmula Truck todos os anos antes de realizar sua etapa em Pernambuco, que geralmente é a 1ª da temporada (sendo realizada em março). Antes da disputa, a organização da Truck sempre faz um trabalho de manutenção na pista, para corrigir alguns defeitos que atrapalhariam a segurança e a estética da pista. Desde 1997 a categoria dos caminhões visita Pernambuco, estando ausente nesse período somente em 2003, por conta da invasão da pista pelo público no ano anterior, que fez com que a etapa não fosse válida para o campeonato, tornando-se extra-campeonato. O histórico da Truck é esse:

1997
Pole: Renato Martins (SP/Scania)
Vitória: Renato Martins (SP/Scania)

1998
Pole-position: Djalma Fogaça (SP/Volvo)
Vitória: Djalma Fogaça (SP/Volvo)

1999
Pole-position: Renato Martins (SP/Scania)
Vitória: Renato Martins (SP/Scania)

2000
Pole-position: Jorge Fleck (RS/Volvo)
Vitória: Jorge Fleck (RS/Volvo)

2001
Pole-position: Roberval Andrade (SP/Scania)
Vitória: Roberval Andrade (SP/Scania)

2002
Pole-position: Roberval Andrade (SP/Scania)
Vitória: Roberval Andrade (SP/Scania)

2004
Pole-position: Beto Monteiro (PE/Ford)
Vitória: Beto Monteiro (PE/Ford)

2005
Pole-position: Renato Martins (SP/Volkswagen)
Vitória: Beto Napolitano (SP/Volkswagen)

2006
Pole-position: Roberval Andrade (SP/Scania)
Vitória: Leandro Totti (PR/Ford)

2007
Pole-position: Leandro Totti (PR/Ford)
Vitória: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)

2008
Pole-position: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)
Vitória: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)

2009
Pole-position: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)
Vitória: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)

2010
Pole-position: Valmir Benavides (SP/Volkswagen)
Vitória: Valmir Benavides (SP/Volkswagen)

2011
Pole-position: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)
Vitória: Felipe Giaffone (SP/Volkswagen)

2012
Pole-position: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz)
Vitória: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz)

2013
Pole-position: Leandro Totti (PR/Volkswagen-Man)
Vitória: Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz)

Fórmula 3 Sul-Americana: A maior categoria de fórmula da América do Sul, que sobreviveu decadente por vários anos e que no ano passado tornou-se nacional, perdendo o predicado de Sul-Americana, disputou provas em Caruaru nos anos de 2010 e 2011. Dos poucos carros do grid, vários tiveram problemas de suspensão por conta do asfalto irregular e com buracos em determinados pontos, causando o abandono de alguns pilotos. Em 2011, a categoria Light teve a participação do bicampeão da Fórmula Truck Beto Monteiro, que sempre está presente nos grandes eventos realizados em Caruaru, dando uma força para o automobilismo de sua terra. Resultados:

2010:

1ª corrida:

1) Bruno Andrade
2) Yann Cunha
3) Leonardo de Souza
4) Nilton Molina
5) Lu Boesel
6) Mateus Laba
7) Fernando Rezende "Kid"
8) Ronaldo Freitas
9) Francisco Leonardo Diaz (Colômbia)
10) Duarte Ferreira (Angola)
11) Daniel Politzer
12) Jean Spolaor

2ª corrida:

1) Bruno Andrade
2) Fernando Kid
3) Ronaldo Freitas
4) Francisco Diaz (Colômbia)
5) Yann Cunha
6) Jean Spolaor
7) Mateus Laba
8) Nilton Molina
9) Duarte Ferreira (Angola)
10) Leonardo Souza
11) Lu Boesel

2011:

12ª Etapa:

1- Fabiano Machado (A/Cesário Fórmula), 25 voltas em 35min06s728
2- Ronaldo Freitas (A/Cesário Fórmula)
3- Beto Monteiro (PE) (B/Cesário Fórmula)
4- Fernando Kid (A/Hitech Racing)
5- Bruno Boni (B/Cesário Fórmula)

Não completaram:

Leonardo de Souza (A/Kemba Racing), motor
Dorivaldo Júnior (PE) (B/Kemba Racing), embreagem

11ª Etapa:

1- Fernando Kid (A/Hitech Racing), 25 voltas em 35min05s500
2- Bruno Bonifácio (B/Cesário Fórmula)
3- Ronaldo Freitas (A/Cesário Fórmula)
4- Carlos Teixeira (PE) (B/Kemba Racing)
5- Leonardo Souza (A/Kemba Racing)
6- Fabiano Machado (A/Cesário Fórmula)
7- Beto Monteiro (PE) (B/Cesário Fórmula)
8- Dorivaldo Júnior (PE) (A/Kemba Racing)

10ª Etapa:

1- Fabiano Machado (A/Cesário Fórmula), 23 voltas em 34min47s203
2- Bruno Bonifácio (B/Cesário Fórmula), a 4s843
3- Leonardo de Souza (A/Kemba Racing), a 9s647
4- Ronaldo Freitas (A/Cesário Fórmula), a 31s116
5- Fernando Kid (A/Hitech Racing), a 2 voltas

Não completaram:

Beto Monteiro (PE) (B/Cesário Fórmula) - problema nos freios
Carlos Teixeira (PE) (B/Kemba Racing) - problema elétrico
Dorivaldo Júnior (PE) (A/Kemba Racing) - escapou da pista


A bandeirada final em 2002



Corrida de 2003

Pick-up Racing em 2004
Bandeirada na prova de 2008
Largada da Fórmula Uno, em 1994: A 1ª corrida de categoria nacional realizada na pista









Roberval Andrade em 2010




Corrida da Truck em 2012

Fórmula 3 Sulamericana 2011 - Fabiano Machado
Piloto pernambucano Dorivaldo Jr.

Fernando "Kid" Resende
Beto Monteiro disputando a etapa pernambucana da F3 Light de 2011

 

Campeonato local de Marcas e Pilotos em 1994

Marcas e Pilotos em 1995

Fontes: 
www.motoronline.com.br
www.garagem83.com.br
Arquivos de vídeos de Alessandro Neri (Youtube)
www.speedonline.com.br
Revista Quatro Rodas (Edição de novembro/1994)

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Camilo Christófaro e Emerson Fittipaldi no pódio em 1966






Legenda da foto (Camilo para Emerson): "Não chora rapaz, você tem um grande futuro pela frente, ainda vai ganhar muitas corridas" . E a previsão do Camilão não poderia ter sido mais acertada!

Moral da história: Uma derrota pode abrir caminhos para muitas vitórias. O que parece trágico, é só uma preparação para o bem que há de vir.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Mais miniaturas VW 1:64


Em dezembro último adquiri mais duas miniaturas para a coleção de VW e similares na escala 1:64, que andava meio parada há um bom tempo. Vamos a elas:

1. Buggy Meyers Manxter 2 + 2 da Jada Toys (parece ser um miniatura muito maior, mas a escala que consta é 1:64 mesmo)




2. Volkswagen Golf III: Miniatura com layout de corrida, da 3ª geração do Golf, a primeira que foi vendida por aqui. Ainda não tinha visto nenhuma miniatura dessa geração do Golf, e meus planos é ter todas as gerações do Golf. Ainda estão faltando a 1ª e a 4ª.