"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 60 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Série nomes que fizeram/fazem a Stock Car Brasil - Parte V


Hoje, trago mais dois nomes de grande importância para a Stock Car: Paulo de Tarso Marques e Chico Serra.

Chico Serra: Francisco Adolpho Serra, ou simplesmente Chico Serra, nasceu em 03 de fevereiro de 1957 na cidade de São Paulo. O primeiro contato de Chico com a Stock se deu na última etapa do campeonato de 1980, quando disputou a prova para conhecer o Opala Stock Car que utilizaria na Mil Milhas de 1981, prova esta que venceria formando trio com Zeca Giaffone e Afonso Giaffone Jr. Na primeira experiência com o carro, ele acabou se envolvendo em um acidente e não terminou a prova. Porém, Chico só passaria a correr regularmente na temporada de 1986, e a primeira vitória só viria em 1988, na 7ª etapa, disputada em Interlagos. Ao fim da temporada de 1990, ele deu uma pausa na Stock, e só voltaria a disputá-la em 1993, o último ano do Opala na categoria.

Chico só voltou a ganhar uma prova na Stock em 1998, mas a partir daí sua carreira deu uma guinada: Em 1999, último ano em que o Chevrolet Omega foi utilizado, ele conquistou o campeonato após 07 vitórias. No ano seguinte, a categoria passou a utilizar o chassi tubular coberto com a carenagem inspirada do Chevrolet Vectra, utilizando ainda a mecânica Chevrolet 6 cilindros. E Chico leva o campeonato mais uma vez (com 06 vitórias). Mesmo com a mudança da mecânica Chevrolet em 2001, que deu lugar ao V8 americano utilizado na categoria de acesso da Nascar (atual Nationwide Series), ele continuou ganhando, e conquistou seu tricampeonato com 04 vitórias. Vale ressaltar que todos os títulos foram conquistados em parceria com a Equipe WB Motorsport, de Washington Bezerra.

Em 2002, Chico Serra ainda seria vice-campeão, perdendo o título na última etapa para Ingo Hoffmann. A partir daí, sua performance não foi mais a mesma, vencendo apenas duas corridas (a última da temporada 2003, em Interlagos e oitava etapa de 2006, em Brasília) até sua aposentadoria, em 2007. O ano de 2008 foi marcado por sua experiência com a Fórmula Truck, mas em 2009 ele estava de volta a Stock, onde se aposentou definitivamente ao final daquela temporada.

Resumo da carreira de Chico Serra na Stock Car Brasil:

Títulos: 03 (1999, 2000 e 2001)
Vice-campeonatos: 04 (1988 - 1990 e 2002)
Vitórias: 32
Poles: 23
Pódios: 71
Corridas disputadas: 232
Temporadas: 1986 - 1990; 1993 - 2007 e 2009.

Algumas equipes em que correu: WB Motorsport, Full Time, RC3 Bassani e Avallone Motorsport.

Protótipo Opala utilizado na Temporada de 1990

http://image3.redbull.com/rbcom/010/2014-07-29/1331666983056_2/0010/1/1500/1000/2/chico-serra-(1999).jpg
1999

2000

2001

2007

2009


Paulo de Tarso Marques: Nascido em 1953 na capital paranaense, Paulo de Tarso estreou na Stock Car em 1986, após ter obtido bons resultados no Brasileiro de Marcas e Pilotos. Entre 1988 e 1993, ele se dividiu entre as funções de piloto e preparador de equipe, neste caso, a Action Power. Em sua carreira na Stock, venceu em uma ocasião (a última etapa de 1992, disputada em Interlagos) e foi ao pódio por oito vezes. Após encerrar a carreira como piloto na Stock, Tarso se dedicou somente à sua equipe, cuja trajetória na categoria foi vitoriosa:

1995: Vice - campeã de pilotos com Xandy Negrão.
1996 - 1998: Campeã de pilotos com Ingo Hoffmann (e vice com Xandy Negrão).
2001: Campeã de pilotos com Tiago Marques, na categoria Light. O título veio após 03 vitórias.
2004: Vice-campeã entre as equipes, com Cacá Bueno (vice campeão entre os pilotos, com 03 vitórias) e Tiago Marques.
2005: Campeã entre as equipes da Stock, com os pilotos Cacá Bueno (vice campeão entre os pilotos, com 04 vitórias) e Tiago Marques.
2007: Vice-campeã de pilotos com Rodrigo Sperafico (02 vitórias).

* Em 1999 e 2000 a equipe não participou da Stock.

Infelizmente a Action Power teve que encerrar suas atividades em 2009, após o incêndio na carreta que transportava todo o equipamento da equipe, que havia vencido a etapa de Interlagos horas antes. No incêndio, foram perdidos três carros, inúmeras peças e equipamentos utilizados nas corridas. O piloto Marcos Gomes, que havia vencido a última corrida realizada, e que estava classificado para o play-off do campeonato, continuou a temporada correndo pela equipe RCM, de Rosinei Campos.

Resumo da carreira de Paulo de Tarso Marques na Stock Car Brasil:

Vitórias: 01 (Interlagos - 1992)
Poles: 03 (Curitiba - 1991, Interlagos - 1992 e Guaporé - 1992)
Pódios: 08
Temporadas: 1986 - 1993


Temporada 1992

Temporada 1991 - Note que o piloto está posicionado no centro do carro

A carreta destruída depois do incêndio e o carro de Marcos Gomes durante a etapa de Interlagos







Nenhum comentário:

Postar um comentário