"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 60 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

sexta-feira, 25 de maio de 2018

GP de Mônaco de Fórmula 1


Acompanho a Fórmula 1 desde os idos de 1998, quando tinha apenas 07 (sete) anos de idade. E quando digo acompanhar, é seguir mesmo (tipo um relação pré-Instagram), acompanhar todos os noticiários, sobretudo aquele resuminho que o Fantástico sempre fazia, ainda que tivesse assistido toda a corrida pela manhã. Eram tempos de poucas possibilidades, e internet para mim sequer era um sonho, pois não a conhecia, rsrsrsrsr.

Confesso que no auge da minha infância, não sabia a importância do GP de Mônaco para a categoria, ou melhor, para o automobilismo como um todo, considerando que trata-se de uma das "pernas" da chamada Tríplice Coroa do Automobilismo, tão difícil que fora conquistada apenas por um piloto, o mestre Graham Hill, em que pese outros terem conquistado duas "pernas". São eles: Tazio Nuvolari, Maurice Trintignant, A.J. Foyt, Bruce McLaren, Jochen Rindt, Jacques Villeneuve e Juan Pablo Montoya.

Há de se considerar que a ausência de interese pelo GP de Mônaco se deu também pelo fato de que minha geração não teve o prazer de acompanhar as corridas (e vitórias) de Senna no principado, que somente aumentaram o brilho desta etapa.

Mas com o passar do tempo, vamos aprendendo o valor das coisas, e hoje, o GP de Mônaco é uma das etapas mais esperadas do ano. E estando na véspera dele, nada melhor que relembrar alguns episódios. Como dizia o saudoso Goulart de Andrade, "vem comigo!", mas sem obedecer a uma ordem cronológica ou de preferência.


2001 - Após registrar a pole position no treino de classificação, David Coulthard teve problemas na volta de apresentação, motivo pelo qual fora obrigado a largar do fundo do grid. Na escalada do grid, rumo às primeira posições, encontrou o brasileiro Enrique Bernoldi com sua Arrows-Asiatech pelo caminho, e que, em toda a sua razão, não cedeu de graça a posição para o escocês, porquanto estavam em plena disputa na pista. A perseguição durou 35 voltas, e no final da prova, Bernoldi ainda levou uma bronca, sem qualquer motivo, de um enfurecido Ron Dennis.
1992 - Uma das vitórias mais marcantes de Senna, não só em Mônaco, mas em toda a sua carreira na Fórmula 1. A bordo de uma Mclaren que já não era tão dominante,  Senna, que tinha largado na 3ª posição, tomou a ponta na volta 70, quando Mansell foi aos boxes com a suspeita de um furo no pneu. A partir de então, viu a Williams do Inglês descontar a desvantagem a passos largos, e nas últimas 03 voltas, o carro azul, branco e amarelo estava em seu retrovisor o tempo inteiro. Mas a vitória ficou mesmo com a Senna, a 5ª e penúltima no principado.
1965 - Apesar de não ter sido a primeira vitória de Graham Hill em Mônaco, mas sim a 3ª do total de 05, essa foi a única ocasião em que ele registrou um hat-trick (pole, volta mais rápida e vitória), correndo pela BRM.
1972 - Não somente marcante para o piloto Jean-Pierre Beltoise, que venceu sua única corrida na categoria, o Gp de 1972 marcou também a última vitória da equipe BRM, campeão de pilotos (com Graham Hill) e de construtores em 1962.
1992 - Em mais uma façanha obtida com carros complicados, o mago do acerto e da mecânica Roberto Pupo Moreno consegue a inédita classificação para a carroça da Andrea Moda, ainda que no último lugar do grid. A corrida durou apenas 11 voltas, pois o motor Judd não aguentou a exigência. Porém, Moreno mais uma vez escrevia seu nome na história da categoria.
1984 - A primeira participação de Senna no GP de Mônaco. Em meio à forte chuva, ele fez várias ultrapassagens, andou mais do que o seu Toleman permitia, e só não venceu porque o belga Jack Ickx decretou o final da corrida, sob a desculpa de que as condições climáticas não permitiam a continuidade da prova com a segurança mínima, apesar de a chuva estar mais amena na ocasião, em comparação com o início da prova.
1998 - Primeira e única vitória de Mika Hakkinen em Mônaco, sendo também um hat-trick. No fim do ano, fora campeão da categoria.
1987 - Primeira das 06 vitória de Ayrton Senna nas ruas de Mônaco, sendo a única pela equipe Lotus. Marcou também a primeira vitória de um bólido com a suspensão ativa, bem como fora também o melhor resultado de Nelson Piquet no circuito, ao terminar na 2ª posição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário