"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 60 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Emoção em dois tempos


















Marco da indústria automobilística nacional, o DKW foi assíduo participante das Mil Milhas durante as décadas de 50 e 60. Desde Karl Iwers, pioneiro a adotar o simpático carrinho, passando pela equipe de fábrica Serva Ribeiro (posteriormente Equipe Vemag), grandes pilotos brasileiros travaram disputas ferrenhas no circuito paulistano a bordo de DKW's

Ao contrário dos que pensam que os motores dois tempos faziam frente somente a VW's, Gordinis e Simcas, os DKW's deram muito trabalho às potentes carreteiras V8. Imbatíveis no miolo de Interlagos, um Malzoni chegou a liderar durante muitas voltas a Mil Milhas de 1966, perdendo a liderança nas últimas voltas por conta de um cilindro quebrado. No pódio, um dos pilotos chorava, sendo consolado pelo lendário Camilo Christópharo. Seu nome: Emerson Fittipaldi.

A última vez que um DKW foi inscrito numa Mil Milhas foi no ano de 1970, com a dupla Charles Marzanasco/Rafael Iòdice Jr.

Alguns dos grandes nomes que correram as Mil Milhas com DKW:

Karl Iwers
Ciro Cayres
Eugênio Martins
Mário César Camargo Filho
Antônio Grecco
Bird Clemente
Expedito Marazzi
Nilo Vinhais
Volante 13 (Flodoardo Arouca)
Norman Casari
Jan Balder
Emerson Fittipaldi
Pedro Victor de Lamare

Nenhum comentário:

Postar um comentário