"Um espaço reservado para falar das lembranças, histórias e episódios dos mais de 60 anos de Mil Milhas Brasileiras. E de outras coisas mais!"

sábado, 30 de maio de 2015

Omega V8 da Equipe Katalogo Racing na Mil Milhas de 2006

A 34ª edição da Mil Milhas, disputada em 21 de janeiro de 2006, é considerada por muitos como o início do fim. Isto porque essa edição marca o início da fracassada tentativa de internacionalização da prova, que tinha por objetivo transformá-la em um evento aos moldes do que hoje é a prova 6 Horas de Interlagos, a qual faz parte do calendário do WEC. Infelizmente as projeções não se concretizaram, e o que se verificou foi somente o afastamento das pequenas equipes, que mantinham a tradição da prova. Mas o presente post não tem o objetivo de discutir erros e acertos no planejamento da prova, e sim, a participação do Omega como motor V8 da Stock Car, que foi pilotado por Fernando e Fernanda Parra.

O bólido em questão foi preparado pela equipe Katalogo Racing, que na época disputava a Stock Car V8, e a pilotagem ficou por conta de Fernando e Fernanda Parra, neste caso, pai e filha. O grande diferencial deste Omega para os demais, tradicionais participantes da prova desde 1993, era o motor 8 cilindros - com cerca de 450 cv - derivado da Stock Car. A aposta levou em conta aspectos como resistência e a potência maior deste motor, em comparação ao tradicional 6 cilindros. Inscrito na categoria STC, o Omega largou na 20ª posição do grid, com o tempo de 1min46s719. Cabe ressaltar que na categoria STC, esse tempo lhe garantiu o 2º lugar, atrás somente do Alfa Romeo 156 do trio Uberto Molo/Cláudio Capparelli/Istvan Minach, e à frente da BMW M3 da equipe Eurobike.
Na prova, o resultado foi o 13º lugar na classificação geral, com 304 voltas completadas, e o 2º lugar na categoria, 5 volta atrás do Alfa Romeo 156. Cabe ressaltar que nas primeiras horas da disputa, o Omega chegou a ocupar a liderança na categoria. Entretanto, problemas nos faróis e uma parada prolongada fizeram com que pai e filha perdessem a ponta. E ainda, o bólido chegou ao final da corrida sem direção hidráulica!





Nenhum comentário:

Postar um comentário